Chegou o Novembro Azul 2016


Chegou o mês de novembro e com ele a já famosa campanha Novembro Azul, que já entra em seu oitavo ano.

O intuito do Novembro Azul é conscientizar a população sobre o câncer de próstata. Nesse mês são realizadas uma série de ações com esse objetivo, como a iluminação de pontos turísticos, palestras e intervenções em locais de grande circulação.

Mas por que é tão importante assim falar sobre o câncer de próstata?

Primeiramente porque essa doença é extremamente prevalente nos homens, estima-se que ocorram 69 mil novos casos por ano, o que dá 7,8 casos da doença a cada hora.

Segundo, porque é uma doença que só vai apresentar sintomas em sua fase mais avançada, quando já não há muita possibilidade de cura, por outro lado, se diagnosticada em sua fase mais precoce, a chance de cura é maior que 90%.

Por conta disso que o rastreamento do câncer de próstata é tão importante, para que o tumor seja diagnosticado numa fase ainda passível de cura.

Mas, apesar do rastreamento ser tão importante, um levantamento recente da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) mostrou que 51% dos homens nunca procurou um urologista.

A recomendação atual da SBU é que os homens façam os exames de rastreamento anualmente a partir dos 50 anos, ou a partir dos 45 anos para aqueles que têm maior risco para o desenvolvimento do tumor, como os da raça negra e/ou os que tenham antecedente familiar de câncer de próstata.

Para o rastreamento são preconizados 2 procedimentos: a coleta do PSA (antígeno prostático específico) no sangue e o exame de toque retal, que é fundamental, pois até 20% dos casos de câncer de próstata são detectados apenas no toque, sem alterar o PSA. Outros exames, como a biópsia de próstata ou a ressonância magnética podem ser ser necessários após, para confirmação do diagnóstico do câncer ou para avaliar a extensão do tumor.

É importante ainda ressaltar que em todas as fases da evolução da doença existe um tratamento adequado. Em casos de doença localizada, confinada à próstata, faz-se o tratamento com intenção curativa, que pode ser feito com cirurgia ou com radioterapia.

Se o tumor tiver características de pouca agressividade, pode-se inclusive fazer apenas um acompanhamento clínico, chamado de vigilância ativa.

Nos casos de tumor mais avançado, já com focos de tumor em outros órgãos (metástases), o tratamento pode ser com hormonioterapia ou quimioterapia, que melhoram a qualidade de vida e podem aumentar a sobrevida.

Logo,aproveite esse mês de conscientização para marcar já uma avaliaçao com um urologista, para você e/ou para aqueles com que você se preocupa. Faça os exames preventivos e cuide da sua saúde.

#cancerdeprostata #rastreamento #novembroazul #oncologia

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square